fbpx

SOBRE O CÂNHAMO​

O Milagre do Cânhamo

O cânhamo tem evoluído ao longo da história por uma variadíssima gama de usos – do sector  têxtil, passando pelo papel à medicina. Devido aos constrangimentos legais estabelecidos pela sua conotação controversa (pelo efeito psicoativo tetrahidrocanabinol encontrado na sua “prima”- planta de cannabis), o seu cultivo esteve nas sombras durante décadas.

Felizmente, pelo reconhecimento como planta regenerativa, este cultivo amigo do ambiente está novamente a crescer mundialmente assim como as suas aplicações comerciais em variadas indústrias – incluindo na arquitectura sustentável de uma forma cada vez mais criativa e inovadora.

Antes…

O cânhamo foi uma das primeiras plantas a ser cultivado pela sua fibra. Muitas civilizações antigas usavam-na pelas suas inúmeras propriedades, num contexto religioso e como matéria-prima em muitas, muitas aplicações. Fragmentos de panos de cânhamo foram descobertos na Mesopotâmia datados de 8,000 AC e têm-se revelado evidências em culturas por todo o Mundo.

Documentos escritos revelam que os Chineses utilizavam a planta para produzirem cordas, redes de pesca, papel e medicamentos. Historicamente, foi referido em documentos oficiais juntamente com a sede e o chumbo, o que demonstra o seu valor na sociedade.

Na Índia, onde é conhecida como “bhang”, é referida na religião Hindu e foi usada como elixir promotor de bravura e resiliência em combate; ao mesmo tempo que em África e no Médio Oriente o cânhamo desempenhava um papel vital. De forma mais notável, as cordas feitas de fibra de cânhamo foram utilizadas para transportar as gigantescas pedras utilizadas na construção das pirâmides do Egipto.

Também em toda a Europa, desde a época Romana e mais além, a planta foi cultivada para uso em têxteis e papel.

Portugal, em particular, tem uma história muito interessante no cultivo de cânhamo, onde foi usado por muitos séculos no fabrico de cordas e velas duráveis e resistentes ao sal para navios.

A poderosa história do império português na expedição, conquista e colonização estava baseada na superioridade em navegação, cartografia e tecnologia marítima – não é difícil adivinhar que o cânhamo teve um papel importante. Na verdade, em 1500, o Rei João IV tornou obrigatório o cultivo de cânhamo com a finalidade de aumentar a produção e utilizar no restauro de navios após a guerra com a Espanha.

…e Agora

Com o redescobrimento mundial das incríveis propriedades da planta, o seu ressurgimento está a evoluir rapidamente. Para além de ser um incrível cultivo amigo do ambiente (crescimento rápido, sem necessidade de pesticidas ou herbicidas, regeneradora do solo, e hidricamente pouco exigente relativamente a outros cultivos) Não é só uma plantação incrivelmente amiga do ambiente, tem cerca de 25 000 usos e aplicações diferentes estimadas.

Uso Moderno e Aplicações

Uma das mais revolucionárias (e potencialmente a mais valiosa no planeta) tem lugar na arquitectura sustentável, com produtos como os blocos de cânhamo utilizados em construções ecológicas e sustentáveis em todo o Mundo.

Como alternativa económica aos materiais convencionais, os blocos de cânhamo oferecem um produto de alto desempenho, estético e carbono negativo que garantem uma casa respirável e sustentável.

Assim como a indústria de construção, muitos outros empreendimentos criativos saltaram a bordo da revolução do cânhamo. 

Algumas das mais impressionantes (e muitas vezes surpreendentes) aplicações deste produto são:

  • Blocos para construção, fibra de isolamento e painéis de isolamento.
  • Biodiesel, uma fonte de combustível menos inflamável
  • Papel, de mais fácil processamento que o papel convencional, mais durável que o papel convencional e sem necessidade de tantos químicos.
  • Diamantes fabricados industrialmente.
  • Bioplásticos compostáveis para armazenamento.
  • ‘Fresco pads’ que evitam a deterioração alimentar.
  • Areia animal superabsorvente e neutralizador de odores.
  • Camas animais,100% naturais e apropriados para uso em várias espécies.
  • Absorvente de derramamentos, não abrasivo para uso em pavimentos duros.
  • Solo orgânico para jardinagem, rico em bionutrientes fornecendo respiração natural.
  • Têxteis, incluindo cordas e roupas.
  • Baterias – existem desenvolvimentos promissores no aproveitamento da planta de cânhamo para fazer baterias.
  • Componentes para carros até para quadros automóveis.

Com a tecnologia e inovação num estado de constante desenvolvimento à volta do Mundo, novos usos comerciais emergem diariamente. Desde o uso inovador em blocos de cânhamo que promove a sustentabilidade e arquitetura verde, a itens diários que podem ser produzidos de forma acessível e com um impacto mínimo para o Planeta.

Se quiser saber mais sobre como estamos a ajudar as pessoas a utilizar esta planta miraculosa na indústria da construção, contacte-nos ou preencha o nosso formulário.

Contacte a nossa equipa
para viabilidade e orçamentos.